Presidente recebeu prefeitos e vice-prefeitos das capitais, além de ministros e parlamentares. Ao abrir a reunião, Temer defendeu uma ‘função mais efetiva’ dos guardas municipais.

 

Em reunião nesta quarta-feira (7) no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer pediu a prefeitos que auxiliem na mobilização nacional em favor da segurança pública. O discurso de Temer que abriu o encontro teve transmissão pela TV. Após a fala, a reunião continuou a portas fechadas.

Temer reuniu prefeitos em meio ao esforço do governo, que definiu a área de segurança como a principal prioridade neste ano. Em fevereiro, o presidente decretou a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro e, dias depois, criou o Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

Segundo a assessoria da Presidência, os ministros Raul Jungmann (Segurança Pública), Carlos Marun (Secretaria de Governo) e Torquato Jardim (Justiça) participam do encontro, quem também tem a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Os prefeitos das 26 capitais foram convidados para o encontro e, conforme o Planalto, vieram ao palácio 21 prefeitos, um vice-prefeito e um prefeito em exercício (veja a lista dos presentes ao final desta reportagem).

Aos prefeitos de capitais, Temer pediu ajuda na mobilização em favor do combate à criminalidade e à violência.

“Queremos que os senhores, lá nas respectivas capitais também façam as reuniões que possam fazer, que julguem necessárias, convenientes para mobilizar a questão da segurança pública”, pediu o presidente.

Temer afirmou que a mobilização serve como uma espécie de recardo para quem “está na marginalidade”.

“Essas movimentações chegam a quem está na marginalidade e, naturalmente, faz com que eles se preocupem […], porque saberão que terão uma resposta muito firme, muito segura das autoridades estaduais”, destacou.

O presidente ainda defendeu uma “função mais efetiva” das guardas municipais. “Os senhores têm guardas municipais e nós precisamos, se me permitem a sugestão, uma função mais efetiva, mais participativa das guardas municipais”, disse, sem entrar em detalhes.

Na semana passada, Temer comandou reunião semelhante com governadores e anunciou a criação de uma linha de crédito de R$ 42 bilhões para estados e municípios investirem em segurança.

Segundo o governo, a maior parte dos recursos é oriunda do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). Na oportunidade, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, informou que, dos R$ 42 bilhões em crédito, R$ 10 bilhões seriam destinados aos municípios.

Lista de participantes

Veja abaixo a lista dos presentes no encontro com Temer:

  • Rodrigo Maia, PR da Câmara
  • Torquato Jardim, ministro da Justiça
  • Raul Jungmann, ministro da Segurança Pública
  • Esteves Pedro Colnagro Junior, ministro interino do Planejamento
  • Carlos Marun, ministro da Secretaria de Governo
  • General Freire Gomes, secretário-executivo do GSI
  • Antonio Carlos Magalhães Neto, Salvador (DEM)
  • Marcelo Crivella, Rio de Janeiro (PRB)
  • Zenaldo Coutinho, Belém (PSDB)
  • Geraldo Júlio, Recife (PSB)
  • João Doria, São Paulo (PSDB)
  • Alexandre Kalil, Belo Horizonte (PHS)
  • Iris Rezende, Goiânia (MDB)
  • Emanuel Pinheiro, Cuiabá (MDB)
  • Nelson Marchezan Junior, Porto Alegre (PSDB)
  • Roberto Claudio Rodrigues Bezerra, Fortaleza (PDT)
  • Luciano Rezende, Vitória (PPS)
  • Firmino Filho, Teresina (PSDB)
  • Guilherme Pereira de Paulo, em exercício, Florianópolis (MDB)
  • Rui Palmeira, Maceió (PSDB)
  • Edvaldo Nogueira, Aracaju (PCdoB)
  • Rafael Greca, Curitiba (PMN)
  • Marcus Alexandre, Rio Branco (PT)
  • Marquinhos Trad, Campo Grande (PSD)
  • Hildon de Lima Chaves, Porto Velho (PSDB)
  • Carlos Franco Amastha, Palmas (PSB)
  • Clécio Luís, Macapá (Rede)
  • Teresa Surita, Boa Vista (MDB)
  • Álvaro Dias, vice-prefeito de Natal (MDB)
  • Fonte: G1
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Bcn

Veja Também

O Corinthians foi valente. Mas o Cruzeiro calou o Itaquerão

A merecida festa cruzeirense. Título que calou o Itaquerão/Cruzeiro Mano Menezes montou se…