A Operação Ponto Final da Polícia Federal, que prendeu o presidente da Fetranspor, o ex-presidente do Detro e outras pessoas ligadas ao setor de transportes no Rio, divulgou por volta das 15h30 desta segunda-feira (3) as imagens de apreensões da Operação.

Entre as apreensões, destacam-se grandes quantias em dinheiro, em reais, dólares e até libras esterlinas, jóias e principalmente documentos. Até as 15h45, ainda não havia contabilidade de todos os bens apreendidos durante a operação.

O esquema, de acordo com a Polícia Federal, teria movimentado mais de R$ 260 milhões para pagamentos a políticos e conselheiros do Tribunal de Contas do Estado para conseguir facilidades e suavizar investigações contra a Federação dos Transportes do Rio de Janeiro e suas empresas subsidiárias, como o Riocard.

Na noite de domingo (2), o mandado de prisão preventiva contra Jacob Barata Filho, um dos principais empresários do setor, foi antecipado depois que a Polícia Federal conseguiu a informação de que Barata Filho estava tentando deixar o Brasil de avião em direção a Lisboa. Por volta das 22h30, o empresário foi preso no setor de embarque do aeroporto internacional do Galeão, na Zona Norte do Rio.

Polícia Federal divulga imagem de apreensões na Operação Ponto Final; joias estão entre as apreensões (Foto: Divulgação/PF)

Polícia Federal divulga imagem de apreensões na Operação Ponto Final; joias estão entre as apreensões (Foto: Divulgação/PF)

PF divulga imagens de apreensões na Operação Ponto Final; muitos documentos foram apreendidos (Foto: Divulgação/PF)

PF divulga imagens de apreensões na Operação Ponto Final; muitos documentos foram apreendidos (Foto: Divulgação/PF)

G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Destaque