Foto: Reprodução/Internet/BCN

O homem foi identificado como um morador de Pierce, e agiu sozinho, segundo a polícia

 

 

Um “mecânico suicida” de 29 anos roubou um bimotor não tripulado na noite desta sexta-feira (10/8), em Seattle, e realizou acrobacias com o aparelho, antes de cair na baía daquela cidade, localizada no noroeste dos Estados Unidos.

A polícia local descartou a hipótese de terrorismo e afirmou que o mecânico, que trabalhava na companhia Alaska Airlines, agiu sozinho e tinha tendência suicida.

A direção do aeroporto de Seattle-Tacoma, localizado ao sul daquela metrópole do estado de Washington, não detalhou as circunstâncias em que o mecânico conseguiu fazer o bimotor Bombardier Q400, com capacidade para cerca de 80 pessoas, decolar. Dois caças-bombardeiros F-15 perseguiram o avião após a sua decolagem, mas não se envolveram no incidente, informou a polícia local.

Um vídeo amador divulgado nas redes sociais mostra o avião fazendo acrobacias no ar e, em seguida, voando a baixa altitude sobre a água. O avião caiu no estreito de Puget Sound, informou o aeroporto de Seattle-Tacoma, assinalando que as operações foram retomadas naquele terminal.

“Comecei a filmar porque me pareceu estranho”, contou à rede de TV CNN John Waldron, responsável pelo vídeo, publicado no Twitter. Ele disse que passeava pela ilha de Ketron quando viu dois aviões militares perseguindo o bimotor.

A princípio, Waldron achou que se tratasse de um treinamento, mas rapidamente percebeu que os dois F-15 tentavam conter o avião da Alaska Airlines, que fez um giro de 360° no ar. Segundo a testemunha, o mais baixo que o avião voou foram “cerca de 30 metros acima da superfície da água”.

Clarão’

O avião se dirigiu, em seguida, à ilha de Ketron. Foi quando Waldron deixou de gravar e correu para se proteger. “Quando olhei para trás, vi um clarão e, em seguida, fumaça”, contou.

Um registro divulgado pelo jornal “Seattle Times” da conversa entre o mecânico, identificado como “Rich” ou “Richard”, e a torre de controle mostra um jovem que alternou momentos de euforia, confusão e calma.

Depois que a torre de controle tentou convencê-lo a pousar em uma base militar próxima, o homem disse temer que os militares o fizessem “passar por maus momentos”. Em seguida, desabafou: “Tem muita gente que se preocupa comigo. Vão ficar decepcionados ao saberem que fiz isto. Gostaria de me desculpar com cada um deles. Sou apenas um cara despedaçado, tenho alguns parafusos soltos, acredito. Nunca soube disso, até agora.”

Suicídio

O avião acidentado pertencia à companhia Horizon Air, filial da Alaska Airlines, infomou a direção do aeroporto. O homem foi identificado como um morador de Pierce, e agiu sozinho, segundo a polícia.

“Não se trata de um incidente terrorista. A informação está confirmada. Foi suicídio. Conhecemos o autor. Nenhuma outra pessoa está envolvida”, publicaram no Twitter as forças de segurança do condado de Pierce.

Fonte: Correio Braziliense

Carregar mais por Bcn

Veja Também

Polícia Civil deflagra ação de combate ao tráfico próximo de escolas

Coordenada pelo Conselho dos Chefes de Polícia Civil, operação Anjos da Lei contou com par…