Jovem chama Emmanuel Macron de ‘Manu’ e leva bronca do presidente

Emmanuel Macron (Emmanuel Macron/Twitter)

Presidente francês afirma que menino deve se comportar durante evento oficial e chamá-lo de “senhor presidente da República”

 

 

O presidente da França, Emmanuel Macron, deu uma bronca em um adolescente na segunda-feira (18) após o jovem se dirigir a ele de maneira informal durante uma cerimônia oficial e foi captado pela imprensa. O adolescente aparenta também cantar logo antes do cumprimento o hino da Internacional Comunista.

Macron cumprimentava diversos jovens durante as cerimônias de homenagem ao discurso do general Charles De Gaulle – que convocava os franceses a resistirem contra o nazismo na Segunda Guerra Mundial. Ele tocava a mão dos jovens quando passou pelo adolescente que o chamou pelo apelido de “Manu”. “Como vai, Manu?”, pergunta o menino. O presidente imediatamente se volta para o menino e o repreende.

“Não, você não pode fazer isso não”. O garoto pediu desculpas e o chamou de “senhor presidente”, mas Macron seguiu a bronca: “Você está em uma cerimônia oficial e deve se comportar. Pode bancar o palhaço, mas hoje é [dia de se cantar] a Marseillaise [hino francês] e o Chant des Partisans [música da resistência] que vamos cantar, então me chame de ‘Senhor presidente da República’ ou ‘Senhor’”, falou.

O menino concorda envergonhado, enquanto o presidente prosseguia: “Você precisa fazer as coisas do jeito certo. Mesmo que você queira liderar uma revolução um dia, precisa primeiro ganhar um diploma e aprender a colocar comida na mesa. Aí, sim, você poderá querer dar lições aos outros”.

O vídeo da bronca repercutiu nas redes sociais, inclusive no Twitter do presidente francês. “O respeito é o mínimo em uma República, ainda mais num 18 de junho e na presença dos companheiros da libertação. Mas isso não nos impede de ter uma conversa descontraída”, tuitou.

Emmanuel Macron

@EmmanuelMacron

Le respect, c’est le minimum dans la République – surtout un 18 juin, surtout en présence des compagnons de la Libération. Mais cela n’empêche pas d’avoir une conversation détendue – regardez jusqu’au bout.

Alguns usuários, entretanto, criticaram a atitude do presidente por considerem desproporcional. “Respeito é importante. Mas humilhar publicamente a um garoto que só queria se divertir um pouco, parece totalmente desproporcional… e inútil”, uma internauta respondeu ao presidente.

Emmanuel Macron

@EmmanuelMacron

Le respect, c’est le minimum dans la République – surtout un 18 juin, surtout en présence des compagnons de la Libération. Mais cela n’empêche pas d’avoir une conversation détendue – regardez jusqu’au bout. pic.twitter.com/CWtPDAALhK

Catherine.p@@s@Cathsp14

Le respect c’est important, vois avez raison. Mais offrir une humiliation publique à un gamin qui voulait simplement s’amuser un peu, me semble totalement disproportionné… et inutile. Cela pouvait rester entre vous.

Fonte: Veja

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.