Kcna/via Reuters

Segundo fonte interna, alterações visam conter os militares de Pyongyang para um possível acordo de desnuclearização com EUA

 

 

Às vésperas do encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un, a Coreia do Norte promoveu mudanças em três postos de seu alto escalão militar, segundo fontes de inteligência sul-coreanas citadas pela agência Yonhap nesta segunda-feira (4).

As alterações teriam como objetivo, de acordo com os informantes, “domar” os militares de Pyongyang para um possível acordo de desnuclearização com os Estados Unidos. As mudanças começam pelo chefe de Defesa Pak Yong-sik, substituído por No Kwang-chol, primeiro vice-ministro do Exército Popular da Coreia do Norte.

Já Ri Myong-su, chefe do Estado-Maior, deu lugar a seu vice imediato, Ri Yong-gil, enquanto Kim Jong-gak foi afastado do cargo de diretor do Escritório Político do Exército, agora chefiado por Kim Su-gil. Esta última troca foi confirmada pela mídia estatal norte-coreana em maio.

“O Norte parece ter promovido novas figuras em meio às mudanças nas relações entre as Coreias e à situação na península coreana, já que falta flexibilidade aos oficiais anteriores”, disse uma fonte citada pela Yonhap, acrescentando que No Kwang-chol é tido como “moderado”.

A mesma pessoa afirmou que as alterações representam uma “mudança de geração”. A cúpula entre Trump e Kim está marcada para 12 de junho, em Singapura.

Fonte: R7

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Internacional