Foto: Vasily Maximov

Protesto reuniu centenas de pessoas no centro da capital russa, número menor que ato no final de abril, que mobilizou 8 mil manifestantes.

 

 

 

20 pessoas foram detidas pela Polícia de Moscou durante uma manifestação a favor de uma “Internet livre” no domingo (13), logo após a decisão das autoridades russas de bloquear o aplicativo de mensagens Telegram.

Autorizada pela prefeitura de Moscou, a manifestação reuniu centenas de pessoas no centro da capital russa, número menor em relação ao protesto anterior no final de abril, que mobilizou 8 mil manifestantes.

Segundo a organização OVD-Info, ao menos 20 pessoas, membros de grupos nacionalistas, foram detidas pela Polícia durante o protesto.

Bloqueio do Telegram

Em abril, as autoridades russas ordenaram o bloqueio do Telegram, aplicativo com 200 milhões de usuários, cerca de 7% na Rússia, enquanto não fornecessem aos serviços de segurança maneiras de ler as mensagens dos usuários. O aplicativo negou o pedido.

O bloqueio do Telegram, fundado pelos irmãos russos Dourov, aconteceu depois da eleição de Vladimir Putin para seu quarto mandato presidencial.

Fonte: G1

Veja Também

Coreia do Norte está comprometida com desnuclearização completa e encontro com Trump, diz Coreia do Sul

SEUL (Reuters) – O líder norte-coreano Kim Jong Un reafirmou seu compromisso de “com…