Home Cidade Unidades da Polícia Civil da Baixada Santista recebem nova liderança

Unidades da Polícia Civil da Baixada Santista recebem nova liderança

8 primeira leitura
0

Foto: Rodrigo Croos

Os delegados Manoel Gatto Neto e Carlos Topfer Schneider assumem a chefia do Deinter 6 e da Seccional de Santos, respectivamente

 

Por Rodrigo Croos e Paula Vieira

O delegado Manoel Gatto Neto assumiu, nesta quinta-feira (14), o cargo de novo diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior 6 (Deinter-6), enquanto o delegado Carlos Topfer Schneider, ficará à frente da Delegacia Seccional de Santos. O secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, participou das posses.
PUB
 “Hoje é um dia muito importante aqui no Deinter- 6, que é um dos maiores departamentos do Estado de São Paulo. Viemos aqui para Santos para prestigiar a posse dos delegados Manoel Gatto e Carlos Topfer Schneider, sendo um momento importante para Polícia Civil e para a Baixada Santista”, destacou o secretário. “A escolha foi natural e a tendência da Polícia Civil aqui da Baixada é crescer cada vez mais.”
Manoel Gatto Neto é o novo responsável pelo Deinter 6, que abrange todos os distritos policiais e unidades especializadas da região da Baixada Santista e Vale do Ribeira. Delegado de polícia de classe especial, aos 53 anos, ele assume a unidade, após comandar a Delegacia Seccional de Santos por cerca de três anos e meio.
“Quero renovar meu compromisso de acolher a todos os policiais, de garantir um ombro amigo, assegurar a transparência e a legalidade de tudo que fizermos e principalmente dar mais esperança de dias melhores a todos” afirmou o delegado Gatto, emocionado em seu discurso de posse.
O novo diretor do departamento nasceu em Itapetininga e ingressou na Polícia Civil em 1989, como delegado. Já atuou como titular de várias delegacias, como Cananéia, Jacupiranga e Registro. Também liderou unidades especializadas como Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise).
Professor concursado da Academia de Polícia de São Paulo (Acadepol), titular da cadeira de Prática e Organização Cartorária em 2001, o delegado já ocupou o cargo de titular da Delegacia Seccional de Jacupiranga, entre 2008 e 2015, e respondeu pelas Delegacias Seccionais das cidades de Registro e de Itanhaém.
Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), no ano de 1987, já trabalhou na Procuradoria do Estado e em escritórios de advocacia. Ao longo da carreira, também recebeu os títulos honoríficos de Cidadão de Cananéia, Registro, Jacupiranga, Cajati e São Miguel Arcanjo.
Presente no evento, o delegado geral em exercício Júlio Gustavo Viera Guebert, enalteceu a escolha para os cargos de diretor do Deinter-6 e delegado seccional “Eu conheço muito bem vocês e sei da capacidade de cada um. Tenho certeza que o departamento e a seccional ficaram em boas mãos.”
Nova liderança na Seccional de Santos
Carlos Topfer Schneider é o novo titular da Delegacia Seccional de Santos, que abrange os distritos policiais das cidades de Santos, São Vicente, Praia Grande, Guarujá, Bertioga e Cubatão. Aos 50 anos, ele assume a unidade, após a promoção do então chefe Manoel Gatto Neto.
O novo delegado seccional nasceu no município de São Paulo. Em 1989 ingressou na Polícia Civil, na carreira de investigador e, após cerca de cinco anos, tornou-se delegado de polícia. Em 1992, formou-se bacharel em Direito pela Faculdade Católica de Santos.
“Temos que nos aproximar de todos os poderes legítimos e nos unirmos no combate ao crime, com todas nossas forças, com todas as nossas armas” destacou o delegado Schneider.
Ao longo da carreira já atuou como titular no 1º Distrito Policial de Praia Grande, 2º DP de Guarujá e 7º DP de Santos. Também foi delegado assistente no 3º DP de Santos e da 1ª Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista (Deatur).
Além disso, já atuou como diretor na Cadeia Pública de Praia Grande e nos Departamentos de Trânsitos (Detrans) de Praia Grande e Santos. Antes de assumir à Seccional de Santos, era delegado titular da cidade de São Vicente, desde janeiro de 2015.
Professor da Acadepol, o delegado também possui formação nos cursos de Sobrevivência Policial, Gerenciamento de Crises, Investigação Policial, Agentes Químicos, Ocorrências com Explosivos, Condutor de Veículos Especiais e Operador Tático I e II.
Fonte: SSP SP
Carregar mais por Cidade

Veja Também

Prefeitura multa empresas envolvidas no escândalo do lixo hospitalar em R$ 22 milhões

A dona do galpão onde o lixo estava armazenado e a empresa responsável pelo recolhimento r…