Home Bcn Notícias BCN ‘Abraço’ na Serra da Moeda protesta por rompimento de barragem da Vale em Brumadinho

‘Abraço’ na Serra da Moeda protesta por rompimento de barragem da Vale em Brumadinho

5 primeira leitura
0

Realizado há 12 anos, projeto pede a conservação ambiental de cadeia montanhosa. Neste domingo (21) cordão humano foi formado às 12h28, horário em que a barragem se rompeu no dia 25 de janeiro.

Um abraço simbólico na Serra da Moeda, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, neste Domingo de Páscoa (21), lembrou as mais de 230 vítimas do rompimento da barragem da Valee criticou a atuação da mineradora na região.

O “Abrace a Serra da Moeda” é realizado há 12 anos e pede a preservação da cadeia montanhosa que fica a menos de 30 km da capital mineira. Nesta tarde, o abraço formado por um cordão humano foi realizado às 12h28, horário em que a barragem se rompeu no dia 25 de janeiro. Os manifestantes usavam camisetas pretas.

De acordo com a organização, a Polícia Militar estimou que cerca de 3 mil pessoas participaram da manifestação, no lugar conhecido como Topo do Mundo. A Serra da Moeda se estende pelas cidades de Moeda, Brumadinho, Nova Lima, Itabirito, Belo Vale e Ouro Preto.

Por volta das 11h30, um grupo de 32 artistas realizou uma performance dirigida pelo mineiro Tiago Gambogi. Além de lembrar os mortos em Brumadinho, a performance homenageou o trabalho dos bombeiros – que há quase três meses buscam desaparecidos na Mina Córrego do Feijão.

“Uma experiência muito forte enquanto artista, ator, ser político, ativista, para não deixarmos essas coisas passarem, para não nos esquecermos do que aconteceu”, definiu o ator Bremmer Guimarães, um dos performers que participou do ato em Brumadinho.

O “Abrace a Serra da Moeda” em prol da preservação ambiental é realizado pela Organização Não Governamental (ONG) de mesmo nome e defende a as águas e as serras de Minas Gerais. Em 2014, por exemplo, ativistas defenderam o fim da exploração mineral na região de Brumadinho e lembraram o rompimento da barragem de Fundão, da Samarco, em Mariana.

De acordo com a Defesa Civil de Minas Gerais, até este domingo, 231 mortos haviam sido identificados em Brumadinho e outras 41 pessoas continuavam desaparecidas pelo rompimento da barragem da Vale.

Em nota, a mineradora informou que “se solidariza com as famílias e segue focada na reparação dos danos e no apoio aos atingidos pelo rompimento da barragem em Brumadinho”.

"Experiência muito forte", disse ator Bremmer Guimarães sobre performance na Serra da Moeda, em Brumadinho.  — Foto: Moisés Silva/Divulgação/Abrace a Serra da Moeda
“Experiência muito forte”, disse ator Bremmer Guimarães sobre performance na Serra da Moeda, em Brumadinho. — Foto: Moisés Silva/Divulgação/Abrace a Serra da Moeda
Manifestação em Brumadinho reuniu cerca de 3 mil pessoas neste domingo (21). — Foto: Moisés Silva/Divulgação/Abrace a Serra da Moeda
Manifestação em Brumadinho reuniu cerca de 3 mil pessoas neste domingo (21). — Foto: Moisés Silva/Divulgação/Abrace a Serra da Moeda
Frase “nosso luto, nossa luta” em formação na Serra da Moeda, em Brumadinho. — Foto: Moisés Silva/Divulgação/Abrace a Serra da Moeda

Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Virada Cultural 2019 em SP: veja a programação completa

Anitta vai cantar no Vale do Anhangabaú na Virada Cultura Evento acontece nos dias 18 19 d…