Apoiadores do novo presidente da República se emocionam e sobem em árvores para acompanhar a solenidade na Esplanada dos Ministérios

 

Após passar em revista a guarda de honra da Presidência da República e ser saudado com 21 tiros de canhão, o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PSL), seguiu novamente em carro aberto ao Palácio do Planalto. No caminho, saudou apoiadores que chamavam a primeira-dama, Michelle; cantam “sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor” e gritam “mito” e “nossa bandeira jamais será vermelha”. Bolsonaro subirá a rampa da sede do Poder Executivo federal e receberá, das mãos de Michel Temer (MDB) a faixa presidencial. Depois, deve se dirigir ao parlatório localizado na frente do monumento e falará, pela primeira vez, à toda a nação.

Após tomar posse no Congresso Nacional, Bolsonaro fez um primeiro discurso como presidente da República. Durante cerca de 10 minutos, na tarde desta terça-feira (1º/1), no plenário da Câmara, o ex-deputado federal convocou o Congresso Nacional a colaborar com sua gestão, aprovando as medidas que pretende implementar.

Logo no início, Bolsonaro agradeceu a Deus por estar vivo após sofrer um atentado durante a campanha eleitoral. Ele lembrou as origens da primeira-dama, Michelle, que é de Ceilândia (DF), afirmou que precisará de força para promover o desenvolvimento econômico do país e gerar emprego, e mencionou sua intenção de “livrar o país” da ideologia de gênero. Citando o nome da coligação vitoriosa que o conduziu à Presidência da República, disse pretender governar com “O Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”. Fonte: Metrópoles

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Transporte público funciona parcialmente em dia de paralisação

Manifestantes voltam às ruas do país Diversas cidades brasileiras registram hoje (14) mani…