Operação Alcateia foi realizada no mês de julho e prendeu 46 pessoas em Rio Branco. Segundo a polícia, presos são chefes de uma organização criminosa que ordenava crimes.

 

 

As mais de 40 pessoas presas na Operação Alcateia foram denunciadas pelo Ministério Público do Acre (MP-AC) por integrarem facções criminosas. A denúncia foi divulgada nesta quarta-feira (29) pelo MP-AC.

A Operação Alcateia, realizada no mês de julho, ocorreu em parceria do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaecco) e da Polícia Civil do Acre. Na ação, foram identificados e presos possíveis chefes de uma facção. A Justiça autorizou o cumprimento de 53 mandados judiciais.

Na denúncia, elaborada em mais de 200 páginas, o MP-AC destacou que os criminosos eram envolvidos com tráfico de drogas, roubos e assassinatos de membros de uma facção rival.

As investigações revelaram também que outros membros da organização passaram a assumir cargos de conselheiros fundadores após a transferência e o isolamento dos antigos chefes. Foram identificados entre dez a 13 criminosos que comandavam a organização.

Conforme o MP-AC, o material elaborado vai servir como prova para chegar em outras pessoas.

Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Estudo revela quão perdidos estaríamos se o GPS sofresse uma queda

Uma interrupção do serviço GPS poderia até mesmo causar uma perda diária de 1 bilhão de dó…