Presidente seria homenageado pela Câmara de Comércio, mas locais escolhidos pela organização se recusaram a receber evento; patrocinadoras também desistiram de homenagem.

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência divulgou uma nota nesta sexta-feira (3) na qual informou que o presidente Jair Bolsonaro decidiu cancelar uma viagem que faria a Nova York.

Bolsonaro seria homenageado pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, mas os locais escolhidos pela organização para a cerimônia se recusaram a receber o evento.

Além disso, pelo menos três empresas que patrocinam o evento desistiram de homenagear Bolsonaro.

A nota divulgada pela Presidência é assinada pelo porta-voz de Bolsonaro, Otávio Rêgo Barros, e diz que a viagem foi cancelada porque “ficou caracterizada a ideologização da atividade”.

Íntegra

Leia abaixo a íntegra da nota:

NOTA À IMPRENSA

O Presidente da República agradece a homenagem proposta pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, ao escolhê-lo “Personalidade do Ano de 2019”.

Entretanto, em face da resistência e dos ataques deliberados do Prefeito de Nova York e da pressão de grupos de interesses sobre as instituições que organizam, patrocinam e acolhem em suas instalações o evento anualmente, ficou caracterizada a ideologização da atividade.

Em função disso, e consultados vários setores do governo, o Presidente Bolsonaro decidiu pelo cancelamento da ida a essa cerimônia e da agenda prevista para Miami.

Otávio Santana do Rêgo Barros

Porta Voz da Presidência da República

Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Transporte público funciona parcialmente em dia de paralisação

Manifestantes voltam às ruas do país Diversas cidades brasileiras registram hoje (14) mani…