Home Bcn Notícias BCN Bolsonaro questiona a imprensa a cada 3 dias; Governo libera emendas para ajudar reforma. Jornais de terça (12)

Bolsonaro questiona a imprensa a cada 3 dias; Governo libera emendas para ajudar reforma. Jornais de terça (12)

7 primeira leitura
0

O novo ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, durante a cerimônia de transmissão de cargo dos novos ministros do governo Bolsonaro

Veja quais são as notícias de destaque nos matutinos brasileiros

O Estado de S.Paulo informa, na sua primeira página, que a cada três dias, em média, o presidente Jair Bolsonaro usa as redes sociais para criticar ou questionar o trabalho da imprensa. Desde janeiro, foram 29 publicações com esse teor, incluindo texto com informações falsas envolvendo jornalista do próprio Estadão, replicado por ele no domingo.

Na sua manchete, contudo, o matutino afirma que o governo deve apresentar no início de abril ao Senado a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê mudanças no pacto federativo e pode acabar com despesas obrigatórias e vinculações orçamentárias. A medida promete dar mais liberdade aos governantes na gestão dos recursos públicos.

Segundo o matutino paulista, uma Frente Parlamentar Mista do Pacto Federativo será instalada na próxima quarta-feira (13) para apoiar a proposta, que representa um dos pontos centrais do projeto do ministro Paulo Guedes para a economia brasileira.

O Estadão explica que a PEC tem o objetivo de dar mais liberdade na gestão dos recursos já que, atualmente, nem sempre é possível priorizar situações urgentes por causa de “amarras” na Constituição que determinam percentuais mínimos de gastos em determinadas áreas.

Se a proposta for enviada realmente em abril, a tramitação acontecerá simultaneamente com a proposta da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. “Projeto que desvincula gastos chega ao Senado em abril”, sublinha a manchete do Estadão.

O Globo também comenta os objetivos do governo com a apresentação da PEC da desvinculação de verbas ao Senado e explica que a proposta deve trazer alívio a estados em grave situação fiscal, já que vai abrir o espaço disponível para organização das finanças.

O matutino carioca divulga dados de um estudo feito pelo especialista em finanças públicas Raul Velloso que mostra que, em 2016, o Rio de Janeiro gastou 102% de toda a sua receita com gastos obrigatórias e folha de pagamento de servidores.

Segundo o especialista, ao reduzir a vinculação das despesas, haverá mais espaço para ajustes e para uma recuperação da economia do estado.

No mesmo estudo, o especialista também analisou a situação de Minas Gerais, destacando que, em 2015, o estado comprometeu 93% de toda a sua receita com gastos obrigatórios e vinculados. “Desvinculação de verbas dará alívio aos estados”, afirma a manchete do Globo.

O jornal também mostra, na primeira página, que o governo liberou nesta segunda (11) cerca de R$ 1 bilhão em emendas parlamentarespara ajudar a aprovar a reforma da previdência e outros projetos do governo.

Segundo o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), a liberação foi negociada com o ministro Santos Cruz (Secretaria de Governo), já que a gestão está pressionada por partidos e sendo criticada pela precária articulação no Congresso.

A Folha de S.Paulo detalha os estragos causados pelo temporal que caiu na Grande São Paulo entre a noite de domingo (10) e a manhã de segunda-feira (11). As chuvas deixaram 12 mortos na capital e em cinco cidades vizinhas. Cinco mortes aconteceram por soterramento e deslizamentos de terra. Outras sete pessoas morreram por afogamento.

Entre as vítimas, estava um bebê de 1 ano que morreu em Ribeirão Pires. Segundo a Defesa Civil, o saldo de mortes é o segundo maior registrado desde 2016 em decorrência de chuvas. O prejuízo estimado pelo comércio é de R$ 45 milhões.

A Folha destaca que pelo menos 54 pontos de deslizamento foram registrados na região metropolitana e prédios da zona sul foram interditados por risco de desabamento. Os Bombeiros e a Polícia Militar atenderam aproximadamente 1.261 ocorrências relacionadas ao temporal. “Temporal deixa ao menos 12 mortos na Grande São Paulo”, aponta o título principal da Folha. Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Desembargador do TRF-2 manda soltar Michel Temer, diz jornal

Informações foi repassada pelo advogado Eduardo Canelós a aliados do emedebista A soltura …