Ideia foi dada por seu futuro ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta

 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), desautorizou proposta do futuro ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para aplicar a médicos formados exames de certificação do diploma, a exemplo do que ocorre com advogados.

“Sou contra”, disse Bolsonaro, em rápida entrevista após deixar a Escola de Educação Física do Exército, onde participou de cerimônia neste domingo (25). Ele criticou o exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil, que é aplicado aos recém-formados em Direito dizendo que cria “boys de luxo” para escritórios de advocacia.

Mandetta propôs o exame em entrevista ao jornal O Globo. “As pessoas que se for colocar uma prova para saber se o cara sabe medicina ou não, seria só para o cara de fora. É o médico brasileiro? Eu sou favorável que o médico brasileiro também faça”, afirmou, dizendo que o novo governo leve a proposta ao Congresso.

O futuro ministro defendeu que exames de certificação já são aplicados na Europa e nos Estados Unidos. “No Brasil não existe nada. Vale o seguinte: ‘toma o diploma e vá ao mundo. Pode abrir cabeça, pode abrir coração.”

Deputado federal pelo DEM, Mandetta foi indicado para o ministério com apoio da bancada da Saúde no Congresso. Seu nome foi confirmado pelo presidente eleito na última terça (20).

Vai assumir com a missão de resolver problema de falta de médicos em municípios que eram atendidos por profissionais cubanos, que começaram a deixar o país na última quinta (22) após rompimento do governo cubano com o programa Mais Médicos.

Na entrevista ao Globo, ele disse que o governo Bolsonaro vai propor a criação de uma carreira para levar saúde a locais de difícil provimento. Defendeu ainda a mudança do programa para Mais Saúde, pois o atual negligência outros profissionais necessários, como enfermeiros e fisioterapeutas.

Fonte: Notícias ao Minuto

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Agência revela que divulgou campanha de Bolsonaro nas eleições por App

Empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para fazer, pelo What…