Após uma sequência de nove derrotas e sem poder contar com a craque Marta, o Brasil estreou bem na Copa do Mundo feminina e venceu a Jamaica por 3 a 0, com três gols de Cristiane, neste domingo em Grenoble, na França.

A camisa 11, de 34 anos, aproveitou dois passes de Andressa Alves (15 e 50) e marcou o terceiro em uma cobrança de falta (64) para dar os três pontos a seleção brasileira, que agora lidera o grupo C, à frente da Itália, que horas antes surpreendeu a Austrália, vencendo por 2 a 1 de virada.

Com essa vitória, o Brasil manteve a escrita de sempre estrear em Copas femininas com o pé direito. Nas oito edições disputadas, a seleção sempre venceu no primeiro jogo do torneio.

– Veteranas superam juventude jamaicana –

O desafio físico para a veterana seleção brasileira era importante no Estádio dos Alpes. A Jamaica, formada em grande parte por jovens jogadoras que atuam nos campeonatos universitários dos Estados Unidos, é a seleção de menos idade do torneio, com 23 anos em média.

Estreante na Copa, a equipe caribenha exibiu sua velocidade e força, mas o Brasil usou a experiência.

O primeiro tempo foi movimentado, com o Brasil ditando o ritmo e tendo mais posse de bola. Aos 15 minutos Cristiane cabeceou com categoria após um cruzamento da esquerda de Andressa Alves.

Aos 30 a Jamaica assustou a seleção brasileira mas a goleira Bárbara fez uma defesa espetacular tirando a bola do ângulo, após o chute de Khadija Shaw.

Andressa, que joga pelo Barcelona, poderia ter aumentado em uma cobrança de pênalti mas a goleira Sydney Schneider defendeu pulando no canto direito (38).

O Brasil venceu a Jamaica por 3 a 0 em Grenoble com três gols de Cristiane e agora lidera o Grupo C – Foto: AFP

Já no segundo tempo, Cristiane voltou a brilhar ao aproveitar na segunda trave um cruzamento rasteiro vindo da direita, mais uma vez dos pés de Andressa.

A árbitra alemã Riem Hussein recorreu à tecnologia para validar o gol, depois que uma defensora jamaicana tirou a bola de dentro do gol.

Para fechar com chave de ouro, Cristiane cobrou uma falta aos 19 minutos na entrada da área. A bola explodiu no travessão e cruzou a linha do gol. Mas a juiza mais uma vez confirmou.

A vitória na estreia traz tranquilidade à seleção brasileira já que muitas dúvidas rodeavam a equipe após os nove amistoso perdidos e a contusão na coxa esquerda de sua estrela Marta.

Outro destaque foi a marca conquistada por Formiga. Com a exceção da Copa dos Estados Unidos de 1991, a primeira da história, ela jogou em todos os mundiais e neste sábado se tornou a primeira jogadora a disputar sete Copas do Mundo.

Aos 41 anos, titular no meio de campo da equipe comandada pelo técnico Vadão, Formiga se tornou também a jogadora mais veterana a disputar a competição, superando a americana Christie Rampone, que jogou na Copa do Canadá-2015 aos 40 anos.

Cristiane disputa aos 34 anos seu quinto mundial. Com esse ‘hat trick’ chegou aos 10 gols já marcados em Copas, e está a cinco de Marta, a maior goleadora da história do torneio.

– Itália surpreende Austrália –

Barbara Bonansea marcou os dois gols da vitória da Itália sobre a Austrália – Foto: AFP

A Itália surpreendeu neste domingo ao conseguir uma vitória por 2 a 1 nos acréscimos sobre a Austrália, uma das aspirantes ao título, em Valenciennes.

A estrela australiana Sam Kerr abriu o placar aos 22 minutos mas a jogadora da Juventus Barbara Bonansea igualou no segundo tempo (56) e marcou o gol da vitória da ‘Squadra Azzurra’ nos últimos segundos de jogo (90+5).

“Vencer esta partida e começar a competição desta maneira é muito importante”, disse após a partida a técnica italiana Milena Bertolini. “Em termos de estado de espírito, tenho certeza de que somos a equipe mais forte desta Copa do Mundo”, afirmou.

A Austrália, 6ª do ranking da Fifa, dominou no primeiro tempo mas esbarrou na sólida defesa italiana.

Foi necessário um pênalti para que a Austrália abrisse o placar: Kerr disparou e seu chute foi defendido pela goleira Laura Giuliani, mas a australiana aproveitou o rebote e marcou.

A Itália, 15ª do ranking da Fifa, não se deixou abater e começou a pressionar a Austrália.

No segundo tempo, as italianas souberam aproveitar os contra-ataques e empataram logo aos 11 minutos com Bonansea.

Aos 49 minutos, após um cruzamento da direita, a mesma Barbara Bonansea aproveitou que a goleira Lydia não saiu e cabeceou no canto marcando o gol da virada, para o delírio da torcida italiana.

“Ainda temos dois jogos pela frente e precisamos reagir rápido e aprender com nossos erros”, disse o técnico australiano, Ante Milicic. “Evidentemente, estamos muito decepcionados, mas devemos nos concentrar no próximo jogo contra o Brasil”, acrescentou.

A seleção da Austrália não pode mais errar na partida de quinta-feira contra as brasileiras. Já a Itália pode garantir sua classificação às oitavas de final se vencer a Jamaica na sexta-feira. Fonte: AFP

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Transporte público funciona parcialmente em dia de paralisação

Manifestantes voltam às ruas do país Diversas cidades brasileiras registram hoje (14) mani…