Cortejo saiu de ginásio para cemitério às 15h30. Cantor morreu na queda de um avião de pequeno porte, junto com outras duas pessoas, na tarde de segunda-feira.

Um cortejo levando o corpo do cantor Gabriel Diniz para o cemitério onde será realizado o sepultamento, em João Pessoa, saiu por volta das 15h30 do local onde aconteceu o velório, nesta terça-feira (28), em João Pessoa. O corpo chegou ao cemitério Parque das Acácias por volta das 16h40, para uma cerimônia de sepultamento apenas para familiares e amigos. Conhecido pelo hit “Jenifer”, Gabriel morreu na queda de um avião de pequeno porte junto com outras duas pessoas na tarde desta segunda.

Uma missa em homenagem ao cantor Gabriel Diniz aconteceu pouco depois das 13h40, durante o velório no ginásio de esportes Ronaldão. Familiares, amigos e admiradores do trabalho de Gabriel participaram da cerimônia celebrada por padres. O louvor foi ministrado pelo cantor Felipe Alcântara, ex-vocalista da banda Os Gonzagas. O corpo do cantor deve sair em cortejo para o cemitério às 15h.

Corpo de Gabriel Diniz chega a cemitério, em João Pessoa — Foto: Walter Paparazzo/G1
Corpo de Gabriel Diniz chega a cemitério, em João Pessoa – Foto: Walter Paparazzo

O velório foi, inicialmente, fechado para familiares e amigos. O cantor Matheus, da dupla Matheus e Kauan, a youtuber e humorista Gkay e Renan da Resenha, também humorista, estavam entre os presentes. A cerimônia foi aberta ao público, que fazia fila desde a madrugada, às 8h.

Missa em homenagem a Gabriel Diniz foi celebrada durante velório, em João Pessoa — Foto: Diogo Almeida/G1
Missa em homenagem a Gabriel Diniz foi celebrada durante velório, em João Pessoa – Foto: Diogo Almeida

Artistas paraibanos como Aldair Playboy, Yegor Gomez, Gil Bala e Ramon Schnayder também passaram pelo velório. À tarde, Wesley Safadão, Xand Avião e o cantor Matheus (Matheus e Kauan) compareceram ao local para se despedir do amigo. O sepultamento deverá ser realizado nesta tarde.

Wesley Safadão no velório de Gabriel Diniz, em João Pessoa — Foto: Diogo Almeida/G1
Wesley Safadão no velório de Gabriel Diniz, em João Pessoa – Foto: Diogo Almeida

GD, como Gabriel Diniz era conhecido, estava no avião acompanhado de Linaldo Xavier e Abraão Farias, pilotos e diretores do Aeroclube de Alagoas. Eles faziam o trajeto entre Salvador e Maceió, para onde Diniz viajava para comemorar o aniversário da namorada, Karoline Calheiros.

Karoline Calheiros, namorada de Gabriel Diniz, observa o corpo do cantor no caixão durante velório nesta terça-feira (28) em João Pessoa — Foto: André Resende/G1
Karoline Calheiros, namorada de Gabriel Diniz, observa o corpo do cantor no caixão durante velório nesta terça-feira (28) em João Pessoa – Foto: André Resende

Nesta manhã, Karoline se juntou a familiares e fãs e se agachou ao lado do caixão. À tarde, em um momento de discursos, ela descreveu o cantor como “o amor da minha vida” e se emocionou diante dos presentes. Ela relembrou a última música que o casal ouviu junto, uma canção gospel, que fala sobre a história bíblica de Jó, um homem que, mesmo sem motivos, decide permanecer fiel a Deus.

A queda da aeronave foi na tarde de segunda no povoado Porto do Mato, em Estância, sul de Sergipe. O corpo foi liberado às 21h do Instituto Médico Legal de Sergipe (IML), em Aracaju, e chegou por volta de 3h30 ao aeroporto Castro Pinto, na região da Grande João Pessoa.

“Foi a última música que a gente ouviu juntos e eu acho que acaba sendo uma mensagem pra todos que estão aqui, para que a gente tenha força, apesar de tudo. Apesar dessa dor”, disse.

Pai de Gabriel Diniz afirmou que o cantor fretou o avião para chega mais rápido a Maceió

Fãs chegaram de madrugada para velório

Durante toda a madrugada, fãs começaram a ocupar a entrada do ginásio Ronaldão para acompanhar o velório. A primeira parte da cerimônia, das 5h às 8h, ficou restrita à pedido da família. Após entrar no ginásio, fãs passavam por uma espécie de corredor para se aproximar do caixão de Gabriel.

Missa em homenagem a Gabriel Diniz foi celebrada no Ginásio O Ronaldão, João Pessoa — Foto: Diogo Almeida/G1
Missa em homenagem a Gabriel Diniz foi celebrada no Ginásio O Ronaldão, João Pessoa – Foto: Diogo Almeida

Uma missa, também aberta ao público, será celebrada pelo Padre Luiz Carlos por volta de 15h. Uma hora depois, às 16h, o corpo do cantor seguirá em cortejo em carro aberto do Corpo de Bombeiros para o Cemitério Parque das Acácias, no bairro José Américo. O sepultamento será restrito a parentes de Gabriel.

‘Gabriel é a maior representatividade da alegria’

No velório, o pai de Gabriel, Francisco Lacerda Cizinato Diniz, falou com a imprensa e deixou uma mensagem de conforto aos fãs.

Pai do cantor Gabriel Diniz, Francisco Cizinato Lacerda Diniz, observa o corpo do filho no caixão durante velório nesta terça-feira (28) em João Pessoa — Foto: André Resende/G1
Pai do cantor Gabriel Diniz, Francisco Cizinato Lacerda Diniz, observa o corpo do filho no caixão durante velório nesta terça-feira (28) em João Pessoa – Foto: André Resende

“Este momento que a gente tá passando é difícil, é muito difícil realmente. Às vezes você pensa que está sonhando, mas não está. Neste momento, eu falo para os fãs que não se sintam tristes, porque o Gabriel é pra mim a maior representatividade da alegria. Eu não me incomodo se as pessoas se manifestarem com alegria neste momento, de maneira alguma. A gente tem que guardar as coisas boas que ele deixou pra gente”, disse o pai do cantor.

Na noite do último domingo (26), Diniz havia feito um show em Feira de Santana (BA). Neste ano, ele deverá ser homenageado no São João de Campina Grande, agreste paraibano, onde ele se apresentou nos últimos seis anos e deveria fazer show neste ano.

Gabriel Diniz durante show em Limoeiro (PE), em junho de 2018 — Foto: Rafael Melo/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Gabriel Diniz durante show em Limoeiro (PE), em junho de 2018 Foto: Rafael Melo

Perfil do cantor

Diniz tinha 28 anos e nasceu em Campo Grande (MS). Ele foi criado em João Pessoa (PB), onde morava, e teve uma banda com amigos da escola. GD era um astro do forró, mas transitava bem no sertanejo.

O estouro veio no segundo semestre do ano passado, com “Jenifer”, o grande hit do último verão. A música divertida sobre uma mulher encontrada no Tinder foi a primeira de Diniz a chegar ao topo das paradas de todo o Brasil.

Os maiores sucessos anteriores dele eram “Paraquedas”, com Jorge e Mateus (18 milhões de visualizações no YouTube) e “Acabou, acabou”, com Wesley Safadão (62 milhões). GD tinha empresários em comum com Safadão.

“Jenifer” foi escrita pelo grupo de compositores Big Jhows, originalmente para Gusttavo Lima. A interpretação de GD deu um tom mais leve e quase humorístico à letra.

“Ninguém achou que ia ser esse sucesso. Nem o pessoal do meu escritório, nem meu empresário. O Wesley [Safadão] não acreditou, ninguém acreditou. Foi uma aposta minha, sozinho mesmo”, declarou Gabriel em entrevista. Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Transporte público funciona parcialmente em dia de paralisação

Manifestantes voltam às ruas do país Diversas cidades brasileiras registram hoje (14) mani…