O fortalecimento da moeda brasileira ante a americana também é uma reação à renovação das apostas do mercado financeiro

 

São Paulo – O dólar à vista abriu a segunda-feira, 11, em queda ante o real, sensível ao ambiente mais tranquilo no exterior. Na mínima, a moeda norte-americana chegou a valer menos de R$ 3,09, dando sequência à tendência de depreciação observada nos últimos dias.

O contrato para outubro abriu em leve alta mas, poucos minutos depois, passou a cair. O enfraquecimento do furacão Irma nos EUA e a não realização de novos testes nucleares pela Coreia do Norte no fim de semana aumentaram a disposição do investidor estrangeiro em investir em ativos de risco.

Pouco antes do fechamento deste texto, o Centro Nacional de Furacões divulgou que o Irma foi rebaixado de furacão para tempestade tropical.

O fortalecimento da moeda brasileira ante a americana também é uma reação à renovação das apostas do mercado financeiro de uma melhora na governabilidade de Michel Temer.

No domingo, aliados do presidente vieram a público falar que a prisão do empresário Joesley Batista e do executivo do grupo JBS Ricardo Saud enfraquecem uma eventual segunda denúncia da PGR contra o peemedebista.

Outro destaque é o tom positivo do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, à reforma da Previdência. No domingo, depois de almoço com ministros e aliados oferecido por Temer no Palácio do Jaburu, Meirelles afirmou que o governo decidiu “retomar com ênfase a reforma da Previdência”. Ele confirmou que o governo pretende aprovar a PEC em outubro.

Às 9h35, o dólar à vista caía 0,21% aos R$ 3,0867. Na mínima, marcara R$ 3,0857 em queda de 0,24%. O contrato para outubro caía 0,05% aos R$ 3,0945. Nesse horário, o petróleo do tipo WTI para outubro subia 0,57% na Nymex. O Brent para novembro caía 0,28%.

O dólar subia 0,81% ante o iene, avançava 0,31% ante a moeda australiana e 0,10% ante o peso do México, ainda abalado pelas consequências do terremoto.

A moeda americana caía 0,25% ante o rublo russo, recuava 0,28% perante a lira turca e estava em queda de 0,01% em relação ao rand sul-africano. Nesse horário, o Dollar Index (DXY) subia 0,30% aos 91,633 pontos.

No Relatório de Mercado Focus, divulgado pelo Banco Central mais cedo, as projeções para o dólar não foram alteradas. A previsão para a cotação da moeda americana no fim de 2017 seguiu em R$ 3,20. No caso de 2018, a projeção para o câmbio no fim do ano permaneceu em R$ 3,35.

Fonte: Exame Abril

Quer saber mais informações, notícias de todo o Brasil e do mundo? redebcn.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Transporte público funciona parcialmente em dia de paralisação

Manifestantes voltam às ruas do país Diversas cidades brasileiras registram hoje (14) mani…