Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, foi citado em um relatório do Conselho de Controle de Atividades (Coaf)

 

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) vai ouvir nesta terça-feira (8) familiares de Fabrício Queiroz, ex-motorista e ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o G1, os depoimentos serão colhidos pelo Grupo de Atribuição Originária do Procurador-Geral de Justiça.

Como se sabe, Queiroz foi citado em um relatório apresentado pelo Conselho de Controle de Atividades (Coaf). Segundo o documento, anexado à investigação que resultou na Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava Jato no Rio, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro movimentou R$ 1,2 milhão em uma conta bancária no período de um ano, o que foi considerado atípico. Na época, ele recebia salário de R$ 23 mil mensais

Além disso, o relatório do Coaf diz que Queiroz repassou R$ 24 mil para primeira-dama Michelle Bolsonaro. Sobre este valor, o presidente Jair Bolsonaro disse que faz parte da quitação de um empréstimo feito por ele ao ex-assessor do filho.

Nas duas ocasiões em que deveria depor ao MPRJ, Fabrício Queiroz não compareceu, alegando problemas de saúde. A defesa do ex-assessor de Flávio Bolsonaro diz que ele estará à disposição para prestar depoimento “tão logo tenha autorização médica”.

DEPOIMENTO DE FLÁVIO BOLSONARO

Flávio Bolsonaro tem um depoimento agendado para a próxima quinta-feira (10). No entanto, o senador ainda não respondeu ao convite do Ministério Público do Rio de Janeiro. O filho de presidente nega ter cometido qualquer ilegalidade. Fonte: Notícias ao Minuto

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Transporte público funciona parcialmente em dia de paralisação

Manifestantes voltam às ruas do país Diversas cidades brasileiras registram hoje (14) mani…