Home Bcn Notícias BCN Fase de Agüero relega Gabriel Jesus ao banco do City

Fase de Agüero relega Gabriel Jesus ao banco do City

6 primeira leitura
0

Ainda não chegou a vez de Gabriel Jesus. No ataque do Manchester City, Sergio Agüero continua fazendo milagres para Pep Guardiola, adiando o surgimento do brasileiro e sendo a principal ameaça para o Schalke, no jogo de volta das oitavas de final da Champions, nesta terça-feira.

No Etihad Stadium, o argentino será o guia ofensivo do líder da Premier League, numa partida em que seu time é o franco favorito, depois de vencer em Gelsenkirchen.

Aos 30 anos, o argentino parece renascer, depois de um tempo ameaçado pela chegada de Gabriel Jesus em janeiro de 2017, ganhando a cumplicidade de Guardiola, que durante um tempo pediu algo mais ao atacante.

“Depois da chegada de Gabriel Jesus, Sergio administrou muito bem esta rivalidade sadia”, declarou recentemente o ex-zagueiro do City e compatriota de ‘Kun’ Martín Demichelis.

  • Objetivo: quatro troféus –

“Dia após dia desfrutamos de uma melhor versão dele, o que é fantástico não somente para o City, mas também para o Gabriel”, acrescentou.

O ‘Kun 2.0’; mais paciente, trabalhador e envolvido no jogo, segue tendo o instinto goleador intacto.

Em fevereiro o argentino recebeu o prêmio de jogador do mês na Premier League, uma recompensa por sua sequência incrível, com sete gols em quatro rodadas, que o levou ao topo da artilharia com 18 gols.

O argentino balançou as redes 12 vezes em 2019, com dois hat-tricks, contando todas as competições.

Sua boa fase ajudou a fazer o City superar na tabela o Liverpool e assumir a liderança, graças a suas seis vitórias consecutivas, além de ganhar a Copa da Liga, o que permite que o clube inglês tenha chances de conseguir quatro troféus nesta temporada.

“Eu gostaria que isso acontecesse. Sou ambicioso e é preciso olhar para cima. Sei que ninguém no clube fez isso antes e colocaria a gente na história. Além disso, quero marcar em todas as finais”, disse Agüero, maior goleador do City em todos os tempos com 224 gols.

Seu bom momento não foi suficiente para ser convocado pelo técnico argentino Lionel Scaloni, que deseja “ver outros jogadores” nos próximos amistosos.

Já Gabriel Jesus, vai precisar de paciência. Aos 21 anos e já garantido na seleção brasileira, tem que se contentar em entrar no final dos jogos.

  • ‘Somos meninos’ –

Para o duelo contra o Schalke, Guardiola não poderá contar com Fernandinho e o argentino Nicolás Otamendi, suspensos, e o belga Kevin De Bruyne, machucado.

Mas o Schalke não chega ao Etihad Stadium em grande fase. É o 14º na Bundesliga e já tem quatro derrotas consecutivas, nas quais sofreu 14 gols.

Seu jovem treinador Domenico Tedesco, de 33 anos, considerado até há alguns meses um gênio precoce depois de levar a equipe ao segunda lugar, pode correr risco de ser despedido.

Além disso, após várias rodadas sem acertar no ataque, o City parece ter recuperado o faro de gol. Raheem Sterling marcou dois contra o Watford no sábado. Mas já ficou claro que as oitavas da Champions são cheias de surpresas.

“Somos meninos nesta competição. É o que sinto, não são desculpas. Claro que queremos ganhar. Na cena nacional sempre há outra partida, nesta competição, não. É única”, avisou Guardiola, duas vezes campeão da Champions com o Barcelona. Fonte: AFP

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Desembargador do TRF-2 manda soltar Michel Temer, diz jornal

Informações foi repassada pelo advogado Eduardo Canelós a aliados do emedebista A soltura …