Flu vence de novo, e Scarpa segue sem poder defender Palmeiras

3 primeira leitura
0

Por 8 votos a 3, a Justiça entendeu que deve-se aguardar o mérito da decisão final em primeira instância

Gustavo Scarpa continua sem poder defender a equipe do Palmeiras. Nesta quinta-feira (7), o TRT-RJ (Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro) julgou em segunda instância o mandado de segurança no qual o jogador pedia sua liberação do Fluminense antes da decisão final do caso. E o parecer foi desfavorável ao meia.

Por 8 votos a 3, a Justiça entendeu que deve-se aguardar o mérito da decisão final em primeira instância, da juíza Dalva Macedo, da 70ª Vara do Trabalho do RJ, que ainda não aconteceu. O processo corre em segredo de Justiça e não tem um prazo pré-definido.

Scarpa fechou com o Palmeiras no começo do ano graças a uma liminar que havia rescindido seu contrato com o Fluminense. O jogador alega no processo ter mais de R$ 9 milhões a receber do clube carioca, referentes a salários, férias e 13º atrasados, além parcelas do FGTS. Em março, porém, o Flu conseguiu cassar esta liminar em julgamento no TRT-RJ.

Com essa decisão, o vínculo de cinco anos com o Palmeiras foi suspenso, e o contrato com o Fluminense novamente registrado na CBF.

Já em abril, a magistrada, titular da 70ª Vara do Trabalho do Rio, estabeleceu um prazo de dez dias úteis para as partes apresentarem as considerações finais. O prazo terminou no fim do mês, e a juíza já pode emitir a sua decisão, o que ainda não aconteceu. Diante do julgamento desta quinta, a situação do jogador continua a mesma.

Scarpa não entra em campo desde 11 de março, quando marcou dois gols na vitória por 3 a 0 do Palmeiras sobre o Ituano, pelo Campeonato Paulista. Desde então, o meia não pôde mais frequentar o clube alviverde -e também não se reapresentou ao Fluminense.

Fonte: Notícias ao Minuto

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Esportes

Veja Também

Investigação não encontrou evidências de que Trump obstruiu inquérito sobre Rússia, diz Barr

O secretário de Justiça e procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, disse nesta q…