Fux nega ação que pedia para antecipar inelegibilidade de Lula

2 primeira leitura
0

 Foto: Nacho Doce

Lula ainda poderá se candidatar à Presidência e a impugnação da candidatura fica a cargo do TSE

 

 

ministro Luiz Fux, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), negou uma ação cautelar que pedia que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fosse declaro inelegível desde já. Embora o ministro já tenha declarado ser contra políticos ficha suja disputando eleições, a decisão de Fux publicada na terça-feira (31), nega a representação de um advogado de Goiás e extinguiu o processo sem entrar no mérito da questão.

PUB

Essa é a segunda vez que uma ação para declarar Lula inelegível antes do registro da candidatura é negada no TSE.

Uma ação movida pelo MBL (Movimento Brasil Livre) também foi negada, em 18 de julho, pela vice-presidente do TSE, ministra Rosa Weber.

Lula foi condenado em segunda instância no processo do tríplex e está inelegível em função da lei da Ficha Limpa. No entanto, o petista tem ainda o direito de registrar sua candidatura até 15 de agosto. Após registrada a candidatura, o TSE deverá avaliar se impugna ou não o seu registro.

Fonte: Notícias ao Minuto

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Investigação não encontrou evidências de que Trump obstruiu inquérito sobre Rússia, diz Barr

O secretário de Justiça e procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, disse nesta q…