O presidente da Indonésia, Joko Widodo, pediu reforços para uma busca desesperada por sobreviventes do terremoto e tsunami que atingiram a ilha de Sulawesi, à medida que o número oficial de mortes ultrapassou os 1.200 nesta terça-feira.

Autoridades acreditam que o número ainda pode aumentar, uma vez que a maior parte das vítimas confirmadas é de Palu, uma pequena cidade localizada 1.500 quilômetros a nordeste de Jacarta, enquanto algumas áreas remotas têm estado isoladas desde que o terremoto de magnitude 7,5 provocou um tsunami na sexta-feira.

“Há algumas prioridades que precisamos enfrentar e a primeira é retirar, encontrar e salvar vítimas que ainda não foram encontradas”, disse Widodo durante reunião do governo para coordenar esforços de resgate na costa oeste de Sulawesi.

O presidente disse ter ordenado que a agência nacional de busca e resgate envie mais policiais e soldados aos distritos afetados, alguns isolados por estradas e pontes destruídas e por deslizamentos de terra.

Fonte: Reuters

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Estudo revela quão perdidos estaríamos se o GPS sofresse uma queda

Uma interrupção do serviço GPS poderia até mesmo causar uma perda diária de 1 bilhão de dó…