Por Fabiana Sampaio

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro aderiu na segunda-feira (12) ao sistema do Processo Judicial Eletrônico, PJE, do Conselho Nacional de Justiça. O sistema será único para primeira e segunda instância. De acordo com o CNJ, a nova versão vai permitir a comunicação colaborativa com os demais tribunais de forma a contribuir para o desenvolvimento do sistema informatizado.

O termo de compromisso foi assinado na sede do Tribunal no Rio de Janeiro pelo ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal e do CNJ, e o desembargador presidente, Milton Fernando de Souza.

Segundo Toffoli, a informatização do judiciário é uma política pública e a sua implantação nos tribunais é importante para dar cumprimento a essa política.

O PJE – Processo Judicial Eletrônico, é um sistema de tramitação de processos judiciais desenvolvido a partir dos requisitos definidos pela Justiça Federal, com o objetivo de atender às necessidades dos diversos segmentos do Poder Judiciário brasileiro.

As revisões foram realizadas no âmbito do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que, então, elaborou um software com a colaboração de diversos tribunais.

Fonte: EBC

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Transporte público funciona parcialmente em dia de paralisação

Manifestantes voltam às ruas do país Diversas cidades brasileiras registram hoje (14) mani…