Foto:  Getty Images

O ex-presidente afirmou que o político mineiro fez “escondidinho de tucano”

 

Em convenção na periferia de Belo Horizonte, o PT confirmou as candidaturas do governador Fernando Pimentel à reeleição e da ex-presidente Dilma Rousseff ao Senado.

Na ocasião, foi lida uma carta do ex-presidente Lula, que exaltou o papel de Minas na luta contra o que considera uma traição e criticou Aécio Neves (PSDB).

Lula afirmou que, ao desistir de ser candidato ao Senado, Aécio criou uma receita indigesta e fora da gastronomia mineira: o “escondidinho de tucano”.

“O candidato deles não aceitou a derrota e acendeu o pavio do golpe. Ele achou mais prudente tirar o time de campo para não enfrentar Dilma”, escreveu.

Num palco central, cercado por militantes, apenas Pimentel e Dilma tinham cadeiras. Outras autoridades não tiveram lugar de destaque, o que evidenciou a falta de alianças da chapa petista. Até agora, há o apoio confirmado do PC do B e do PSDC.

Em seu discurso, Dilma buscou associar sua candidatura à de Lula e Pimentel, afirmando que a eleição do ex-presidente depende do voto nos três.

Enquanto Dilma lidera as pesquisas ao Senado, Pimentel aparece atrás de Antonio Anastasia (PSDB) na disputa.

Fonte: Notícias ao Minuto

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Estudo revela quão perdidos estaríamos se o GPS sofresse uma queda

Uma interrupção do serviço GPS poderia até mesmo causar uma perda diária de 1 bilhão de dó…