Foto: GETTY IMAGES/AFP / JOHN MOORE

O México vai iniciar um programa de 10 pontos para aumentar a proteção dos mexicanos que vivem nos Estados Unidos, focado, principalmente, na distribuição de consulados móveis, informou o ministro das Relações Exteriores, Marcelo Ebrard, nesta quinta-feira (28).

“Queremos mudar a mentalidade defensiva por uma mentalidade proativa”, disse Ebrard durante a conferência matutina do presidente Andrés Manuel López Obrador.

Ao destacar a necessidade de fortalecer a rede de consulados, o ministro das Relações Exteriores explicou que um total de 11,3 milhões de pessoas nascidas no México vivem nos Estados Unidos, das quais 8% têm visto, 27% são residentes permanentes, 17% têm dupla cidadania, mas 48% estão sem documentação regular.

Falta de orientação e representação legal e visitas insuficientes às prisões e centros de detenção são algumas das reclamações recebidas pelo governo López Obrador, que tomou posse em dezembro passado, expostas na conferência.

Com um investimento de 171,3 milhões de dólares para este ano, o governo mexicano criará mais “consulados móveis abrangentes voltados para as comunidades mais vulneráveis”, disse Ebrard.

Por sua parte, López Obrador disse que não pretende visitar os Estados Unidos imediatamente.

“Recebemos tratamento respeitoso do governo dos Estados Unidos, então não preciso ir com nossos compatriotas”, disse o presidente.

“Eu fui lá quando havia um ambiente muito hostil, fiz uma presença e estabeleci uma posição, espero que essa atmosfera não volte”, disse ele.

O presidente americano, Donald Trump, insistiu na necessidade de construir um muro polêmico na fronteira com o México para impedir a imigração ilegal.

Seus esforços sofreram um revés na terça-feira na Câmara dos Deputados, onde os democratas rejeitaram a declaração de “emergência nacional” feita pelo presidente para obter os fundos necessários para o muro. Fonte: AFP

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Agência revela que divulgou campanha de Bolsonaro nas eleições por App

Empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para fazer, pelo What…