Sérgio Moro aceitou o convite de Jair Bolsonaro para assumir o ministério da Justiça e Segurança Pública

Juiz federal se reuniu com presidente eleito na manhã desta quinta-feira

 

O juiz federal Sérgio Moro aceitou nesta quinta-feira, o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para comandar o ministério da Justiça e Segurança Pública. O magistrado chegou ao Rio de Janeiro na manhã de hoje, onde se reuniu com o capitão reformado na Barra da Tijuca, Zona Oeste.

O encontro do juiz com Bolsonaro durou cerca de 1h30. Na saída, Moro ensaiou uma entrevista aos jornalistas. No entanto, por causa da confusão e do barulho, o magistrado deixou o local sem falar com a imprensa se havia aceitado ou não o convite do presidente eleito.

No Twitter, Bolsonaro declarou que o juiz aceitou o convite para o ministério. “Sua agenda anti-corrupção, anti-crime organizado, bem como respeito à Constituição e às leis será o nosso norte.”

Sérgio Moro se reuniu com Jair Bolsonaro, na casa do presidente eleito, na Barra da Tijuca (Foto: Vanessa Ataliba)

Em nota, Moro declarou que aceitou honrado o convite. “Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito a Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão.”

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

Sergio Moro é juiz da 13ª Vara Criminal de Curitiba,responsável pela primeira instância da operação Lava Jato.

 

Confira a nota na íntegra

Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão. Após reunião pessoal na qual foram discutidas politicas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito a Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na pratica, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava Jato seguira em Curitiba com os valorosos juízes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes.

Fonte: O Dia Ig

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Agência revela que divulgou campanha de Bolsonaro nas eleições por App

Empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para fazer, pelo What…