Jornalista russo apareceu vivo em coletiva de imprensa sobre sua morte/Foto: Valentyn Ogirenko/30.05.2018

 

Em entrevista, Arkady Babchenko reforçou que sua participação na operação ucraniana se deu para impedir uma tentativa da Rússia de assassiná-lo

 

 

O jornalista russo Arkady Babchenko, de 41 anos — que se acreditava ter sido morto a tiros na terça-feira na Ucrânia, mas reapareceu vivo diante de repórteres em uma entrevista na quarta — forneceu detalhes sobre a simulação de sua morte em entrevista nesta quinta-feira (31). As informações são da rede de notícias CNN.

Babchenko reforçou que sua participação na operação ucraniana se deu para impedir uma tentativa da Rússia de assassiná-lo.

Continua depois da publicidade

Segundo o jornalista, a tragédia foi forjada com a ajuda de um maquiador e sangue de porco. Ele declarou ter recebido treinamentos para cair da maneira mais adequada caso fosse atingido por disparos e contou que vestiu uma camiseta previamente furada por balas antes que sua esposa chamasse os serviços de emerência. Babchenko passou a noite em um necrotério, a portas fechadas, até se revelar vivo.

O caso gerou críticas de meios de comunicação internacionais e do Comitê para a Proteção dos Jornalistas — que questionaram a ética da operação, seu impacto na credibilidade dos jornalistas e sua potencial exploração pela Rússia.

Em seu pronunciamento, Babchenko disse que estava pensando na própria sobrevivência, “não em ética jornalística”.

Fonte: R7

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

A partir de julho, serviços do INSS serão acessados só por internet

Ida às agências ocorrerá apenas em casos de exigência específica Até julho, todos os servi…