Ataques em Barcelona e Cambrils deixaram 14 mortos e mais de 130 feridos. Primeira vítima identificada é um italiano de 35 anos.

O balanço de mortos e feridos nos ataques de Barcelona e Cambrils, na Espanha, aumentou nesta sexta-feira (18). De acordo com os serviços de emergência, 14 pessoas morreram e 130 pessoas de 34 nacionalidades ficaram feridas nos dois atropelamentos. Quatro pessoas foram detidas por suspeita de envolvimento nos atentados.

A Polícia autônoma da Catalunha (Mossos d’Esquadra) informou nesta manhã que a 14ª vítima foi uma mulher, de Zaragoza, que tinha sido atropelada em Cambrils. A primeira vítima identificada foi o italiano Bruno Gulotta, de 35 anos. Entre os feridos, 17 estão em situação crítica e outras 30, em estado grave.

A polícia espanhola deteve nesta sexta em Ripoll, na província catalã de Girona, mais dois marroquinos por suspeita de ter vínculos com os atentados terroristas em Barcelona e Cambrils sem fornecer detalhes da investigação.

Na quinta, um espanhol e um marroquino já tinham sido detidos, mas nenhum deles era o motorista da van ou tinha antecedentes ligados ao terrorismo, segundo a polícia. Embora as buscas prossigam, os investigadores trabalham com a hipótese de que o morista da van foi morto horas mais tarde após o Audi A3 em que ele estava atropelar um 1 policial e seis civis em Cambrils. A polícia reagiu e matou cinco suspeitos (que não estão incluídos no balanço com o número de mortos divulgado pelas autoridades). Quatro suspeitos são procurados.

Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Agência revela que divulgou campanha de Bolsonaro nas eleições por App

Empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para fazer, pelo What…