Presidente Jacob Zuma é alvo de vários escândalos, e pode deixar o cargo. País terá eleições gerais no ano que vem.

 

 

O principal órgão de decisão do Congresso Nacional Africano (ANC), o partido no poder na África do Sul, se reunirá de urgência na segunda-feira em meio a uma crise política pelas negociações sobre a saída do presidente Jacob Zuma, informou a formação neste domingo (11).

“Está prevista para amanhã (segunda-feira) uma reunião do Conselho Nacional Executivo (NEC, órgão do ANC) em Pretória”, declarou à AFP uma porta-voz do partido, Khusela Diko.

Há semanas, o ANC está dividido sobre o destino de Zuma, atingido por vários escândalos.

A porta-voz do partido se negou a dar mais detalhes sobre a agenda dessa reunião.

O novo presidente do ANC, Cyril Ramaphosa, realiza há vários dias negociações diretas com o presidente Zuma para discutir a “transição” política.

Na quinta-feira, o ANC prometeu que ia chegar a uma conclusão “iminente” destas negociações, mas dois dias depois acabou pedindo paciência.

Khusela Diko afirmou neste domingo que essas discussões foram “produtivas e frutíferas”.

A crise que sacode o ANC, no poder desde o fim do regime do Apartheid em 1994, atualmente perturba o funcionamento do Estado.

Os partidários do novo líder da formação, Ramaphosa, tentam que Zuma deixe o quanto antes o poder visando as eleições gerais de 2019.

Os seguidores de Zuma insistem para que termine seu segundo mandato, antes das eleições.

Nas últimas semanas, o ANC multiplicou as reuniões oficiais e negociações nos bastidores sem chegar a uma decisão. O assunto voltou com a aproximação do discurso anual do presidente sobre o estado da Nação, finalmente postergado.

Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Polícia Civil prende por tráfico de drogas casal que ostentava vida de luxo em bairro da periferia de Presidente Epitácio

Dinheiro, celulares e documentos apreendidos pela Polícia Civil na residência do casal Dup…