Professora é assassinada com facada no Grande Recife após discussão com ex-marido

4 primeira leitura
0

Corpo de professora assassinada foi encontrado na Rua Vinte e Oito, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife (Foto: Reprodução/Google Street View)

Segundo a Polícia Militar, crime ocorreu em Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, neste sábado (30).

 

 

 

Uma professora de 30 anos foi assassinada, na manhã deste sábado (30), no distrito de Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. De acordo com informações do 18º Batalhão da Polícia Militar, Letícia Maria dos Santos levou uma facada nas costas após uma discussão com o ex-marido, suspeito de ter praticado o crime.

A PM informou que o crime ocorreu às 7h deste sábado (30), no Loteamento Ilha. A corporação disse, ainda, que durante a briga com o ex-companheiro, o ex-presidiário Jefferson Manoel de Lima, Letícia foi atingida por um golpe de faca, que ficou cravada nas costas. O homem já responde por outro homicídio. A professora morreu no local.

Continua depois da publicidade

O corpo da vítima foi achado na Rua Vinte e Oito, por volta de 5h30, no caminho entre a casa da vítima e a escola onde ela trabalhava. A bicicleta de Jefferson foi deixada no local do crime. Segundo a Polícia Civil, Letícia estava separada do agressor, que insistia na reconciliação.

O corpo da professora seguiu para o Instituto de Medicina Legal (IML), na área central do Recife.

As investigções sobre o caso ficam ficam a cargo do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil.

Feminicídios

Até o início de maio deste ano, segundo as estatísticas da Secretaria de Defesa Social (SDS), 318 mulheres tinham sido mortas em Pernambuco. Desse total, 76 casos foram considerados feminicídios, quando a vítima é morta por causa do gênero.

Continua depois da publicidade

De acordo com a SDS, foram registrados 240 casos de assassinatos de mulheres, em Pernambuco, em 2017. Desses, 76 foram caracterizados como feminicídios.

Em 2016, foram 169 assassinatos no total, dos quais 111 tiveram como agravante o crime de gênero. Em 2015, Pernambuco ainda não tipificava os feminicídios e, por isso, não houve registros do crime, apesar de 245 mulheres terem morrido violentamente no estado naquele ano.

Desde 2018, o dia 5 de abril é considerado o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio. A data foi instituída em homenagem à fiosterapeiuta Tássia Mirela de Senna, morta em um flat em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, em 2017.

Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Brasil

Veja Também

Investigação não encontrou evidências de que Trump obstruiu inquérito sobre Rússia, diz Barr

O secretário de Justiça e procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, disse nesta q…