Foto: Reprodução/Internet

Sergio Marchionne, que projetou uma fusão das empresas mais fracas da indústria automobilística – Fiat e Chrysler – e transformou a combinação em uma máquina geradora de caixa, morreu na quarta-feira aos 66 anos.

Marchionne foi tratado no Hospital Universitário de Zurique por complicações depois de passar um procedimento cirúrgico em seu ombro direito em julho. Os problemas de saúde forçaram a empresa a removê-lo inesperadamente como CEO no sábado, acelerando uma partida planejada para o início de 2019, depois d uma década no comando da montadora ítalo-americana.

Embora menos conhecido entre o público em geral do que antecessores como Lee Iacocca, Marchionne era uma estrela na indústria automobilística, e sua morte marca o fim de uma era em Detroit, onde ele foi um dos últimos executivos-chefes. Ele adorava a desafiadora ortodoxia da indústria automobilística e estava à frente dos rivais em algumas tendências automotivas importantes.

Fonte:  Último Instante

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Agência revela que divulgou campanha de Bolsonaro nas eleições por App

Empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para fazer, pelo What…