Adolescente, que também participou do crime, foi apreendido.

Os três homens e um adolescente de 17 anos, suspeitos de envolvimento na morte do investigador Luiz Santos de Jesus, foram apresentados em coletiva à imprensa na manhã desta quarta-feira (13), na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba.

Uma quinta pessoa, identificada como Adriano Luís Rocha Dantas, conhecido como “Pé de Ferro”, que também participou do crime, é procurado pela polícia.

Lucas Santos Oliveira, conhecido como “Nico”, de 22 anos, Uelton Santos de Oliveira, o “Camelo”, de 25, Josué Santos da Silva, o “Divinéia”, de 23, e o adolescente, interceptaram o veículo da vítima e anunciaram o assalto. Lucas viu que o policial estava armado e atirou. O investigador estava com um casal de amigos e a mulher quando foi abordado pela quadrilha.

Os três presos foram encaminhados ao sistema prisional e vão responder por latrocínio e associação criminosa. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia Para o Adolescente Infrator (DAI).

A polícia investiga outros crimes da quadrilha. De acordo com o delegado Odair Carneiro, um dos responsáveis pela investigação, o grupo é especializado em assaltos e todos eles têm passagens por roubo e tráfico de drogas. A área de ação do grupo é o bairro da Liberdade.

Prisões

As prisões ocorreram entre os dias 15 e 29 de agosto, conforme a polícia. Lucas foi preso no município de Sátiro Dias, a 205 km de Salvador.

Uelton foi capturado em uma localidade conhecida como Lama Preta, em Camaçari, na região metropolitana. Já Josué foi preso no Beco do Sabão, na Liberdade. A polícia não informou onde o adolescente foi apreendido.

Uma das armas usadas por eles, uma pistola calibre 380, foi apreendida e seguiu para a perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT). Lucas, Uelton e Josué foram encaminhados ao sistema prisional e vão responder por latrocínio e associação criminosa.

Crime

Luiz Santos de Jesus, de 59 anos, foi baleado em Salvador (Foto: Divulgação / Sindipoc)

Luiz Santos de Jesus, de 59 anos, foi baleado em Salvador (Foto: Divulgação / Sindipoc)

O investigador Luiz Santos, 59 anos, foi morto durante uma tentativa de assalto, ocorrida na Rua Lima e Silva. Conforme a polícia, a vítima estava com a mulher e um casal de amigos e foi baleada quando entrava no próprio veículo, após bandidos se aproximarem para roubá-la.

A arma da vítima, uma pistola ponto 40, foi recuperada pela polícia e encaminhada à perícia. Ele não reagiu ao assalto, mas, mesmo assim, foi alvejado. Ele chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Ernesto Simões, no bairro do Pau Miúdo, mas não resistiu aos ferimentos. O enterro foi no cemitério da Ordem Terceira de São Francisco, em Salvador.

Fonte: G1

Quer saber mais informações, notícias de todo o Brasil e do mundo? redebcn.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn

Veja Também

Agência revela que divulgou campanha de Bolsonaro nas eleições por App

Empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para fazer, pelo What…