Terceira edição da Operação Rodovia Mais Segura mobiliza mais de 13 mil policiais militares

3 primeira leitura
0

A ação foi realizada em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal e teve a participação de várias unidades da Polícia Militar

As polícias Militar do Estado de São Paulo e Rodoviária Federal realizaram, a partir das 14 horas de quinta-feira (31/01), a terceira edição da operação “Rodovia Mais Segura”. A ação, que se estendeu até a madrugada de hoje (1°), foi deflagrada em todo o Estado de São Paulo.

Com a finalidade de combater a criminalidade e prevenir infrações, garantindo a segurança nas rodovias, 13.990 mil policiais militares foram mobilizados, com o emprego de 6.401 viaturas e oito aeronaves distribuídas em 2.377 pontos.

Durante a operação, 55.076 pessoas foram abordadas, sendo 158 pessoas presas e/ou apreendidas e 92 foragidos capturados. Mais de 28,1 mil veículos foram vistoriados e 135 motoristas autuados por consumo de álcool ou por se recusar a fazer o teste do bafômetro. A PM também apreendeu oito armas e mais de 108,1 quilos de drogas, além recuperar 20 veículos produtos de roubo ou furto.

A ação conjunta contou a participação de várias unidades da Polícia Militar, como o Comando do Policiamento Rodoviário, os Batalhões de Ações Especiais de Polícia (Baeps), as Forças Táticas, o policiamento de choque, territorial e ambiental, além do Comando de Aviação por meio do patrulhamento aéreo.

As equipes permaneceram em locais estratégicos, apontados pelo serviço de inteligência da PM, para sufocar a ação de criminosos. Houve reforço do policiamento entre marginais e acessos às rodovias estaduais e federais de São Paulo.

A medida marca a prioridade do Governo do Estado com a segurança em São Paulo, que também busca uma maior integração com a Polícia Federal. Fonte: SSP SP

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Investigação não encontrou evidências de que Trump obstruiu inquérito sobre Rússia, diz Barr

O secretário de Justiça e procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, disse nesta q…