O vice-ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Iván Gil, disse nesta quinta-feira que não descarta a possibilidade de mais militares russos chegarem ao país sob acordos já concluídos com a Rússia, informou a agência de notícias Interfax.

O vice-chanceler também afirmou que as forças russas permanecerão na Venezuela pelo tempo que for necessário, e que não há um período definido de permanência.

“O grupo de especialistas militares está (na Venezuela) no contexto de nossos acordos e contratos para cooperação técnico-militar”, disse Gil, segundo a Interfax.

Mais cedo, o Kremlin disse que especialistas militares russos estão na Venezuela para cumprir contratos pré-existentes para o fornecimento de armas russas.

O representante especial dos Estados Unidos para a Venezuela disse na semana passada que o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, tem uma lista de opções, incluindo sanções, que Washington poderia usar para responder à presença de tropas russas na Venezuela. Fonte: Reuters

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por BCN

Veja Também

Bolsonaro pede a deputados e senadores que ‘não deixem morrerem’ decretos sobre armas

Plenário do Senado pode analisar nesta terça parecer que suspende decretos assinados pelo …