Home Bcn Victor & Leo declaram orgulho caipira em ‘O cantor do sertão’, belo álbum ao vivo que precede o recesso da dupla

Victor & Leo declaram orgulho caipira em ‘O cantor do sertão’, belo álbum ao vivo que precede o recesso da dupla

6 primeira leitura
Comentários desativados em Victor & Leo declaram orgulho caipira em ‘O cantor do sertão’, belo álbum ao vivo que precede o recesso da dupla
0
165

Foto: Divulgação

O álbum O cantor do sertão – O sertão de Victor & Leo – lançado hoje, 17 de agosto de 2018, por Victor & Leo em edição da gravadora Som Livre – pode ser o último da dupla.

Os irmãos mineiros Leo Chaves e Victor Chaves estão em turnê de despedida que se encerra em 15 de setembro com show em Brasília (DF). Na sequência, a dupla entra em já anunciado recesso por tempo indeterminado.

Esse recesso vem sendo interpretado, nos bastidores do universo sertanejo, como possível fim da carreira de Victor & Leo como dupla. Se o hiato é de fato o fim, somente o tempo vai dizer. Mas é sintomático que O cantor do sertão represente volta dos irmãos às origens caipiras após incursões pelo sertanejo mais pop.

Lançado em álbum ao vivo e futuramente em DVD, O cantor do sertão é gravação audiovisual de show feita pelos irmãos na cidade natal de Uberlândia (MG) em 18 de outubro de 2017 com as participações de Almir Sater, Chitãozinho & Xororó, Leonardo e Rionegro & Solimões.

Capa do álbum 'O cantor do sertão', de Victor & Leo (Foto: Divulgação / Som Livre)

Capa do álbum ‘O cantor do sertão’, de Victor & Leo (Foto: Divulgação)

 

A volta ao começo não se resume ao título O cantor do sertão, nome da bonita canção que abre o álbum, soando como declaração de princípios caipiras. Alguns arranjos incluem o toque da viola, instrumento citado nominalmente na letra de Fazenda Paraíso entre menções a pasto e boiada. Até o romantismo é filtrado pelo orgulho sertanejo da vida simples, como exemplificam os versos de A felicidade e seu espelho.

Como já sinalizara em junho o single Solidão a dois, polca paraguaia gravada com a adesão da dupla paranaense Chitãozinho & Xororó, o canto (de cisne?) de Victor & Leo neste disco ao vivo está enraizado nas tradições da música sertaneja. O álbum soa dissociado da pegada pop que norteia o gênero nestes correntes anos 2010.

Capa do single 'Solidão a dois', de Victor & Leo com Chitãozinho & Xororó (Foto: Divulgação / Som Livre)

Capa do single ‘Solidão a dois’, de Victor & Leo com Chitãozinho & Xororó (Foto: Divulgação)

 

Na década anterior, Victor & Leo contribuíram com a evolução do universo sertanejo – sobretudo com as músicas de autoria de Victor Chaves, o compositor mais inspirado da dupla – sem renegar as origens do gênero. Basta ouvir Deus e eu no sertão (Victor Chaves, 2008) – obra-prima da dupla devidamente regravada neste projeto –para atestar o apego ao cotidiano romantizado da vida rural.

Essa ideologia é reiterada com orgulho na regravação de Boiadeiro errante (Teddy Vieira, 1959) – sucesso da dupla Liu & Leu que se tornou associado a Sérgio Reis a partir dos anos 1980 – e em músicas como Rios de amor (Victor Chaves, 2010) e O bailar das estrelas, tema de lirismo popular.

O time de convidados sublinha a declaração de amor de Victor & Leo ao sertão. Rionegro & Solimões figuram em Nós dois na madrugada. Almir Sater valoriza o revival de Vagalumes, música de Victor & Chaves gravada por Paula Fernandes em 2005.

Embora a viola não reine soberana no sertão romântico e abençoado de Victor & Leo, dividindo espaço com instrumentos de pegada mais pop como a guitarra, o álbum O cantor do sertão jamais se desvia da rota caipira, pegando o cantor Leonardo na estrada para formar um trio em Minha pequena.

Se a gravação ao vivo desse show sertanejo for realmente o canto de cisne da dupla, Victor & Leo saem de cena com álbum à altura da importância dos irmãos no universo sertanejo. (Cotação: * * * *)

Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação BCN
Carregar mais por Bcn
Comentários estão fechados.

Veja Também

60ª fase da Lava Jato: PF prende Paulo Preto e mira Aloysio Nunes

Ao todo, 46 agentes cumprem mandados de prisão e de busca e apreensão em São Paulo A Políc…